le olive

L1050713

L1050711

L1010265

 

 

As you start to descend into Bari or Brindisi airports, take a good look out of the window.

It is unlikely that you will ever see as many olives trees in one place ever again!

The Trulli, orecchiette pasta, and crystal clear sandy beaches to name a few,

Puglia is famous for many things, but nothing is quite as

Puglia-defining as the 50 to 60 million olive trees.

 

Its’ the carpet of the region, from the north to the south.

The sheer number of trees is amazing, but so, are their size and age.

Called ulivi secolari (literally centuries-old olive trees),

you will come across large numbers of ancient trees with knotted, gnarled,

that have been twisted into strong shapes by a mix of time, wind, sun and man’s hand.

Puglia produces around 40% of Italy’s olive oil,

 

After more than 2,700 years, the relationship between

the locals and their olive trees is stronger than ever.

Indeed, Puglia without olive trees is unthinkable:

not only would the region’s cuisine and economy suffer terribly, but,

most importantly, the landscape would be unrecognizable…

 


 

Durante a descida nos aeroportos de Bari ou Brindisi, dê uma boa olhada pela janela.

É pouco provável que você ja tenha visto tantas árvores de azeitonas de uma só vez!

Os Trulli, as massas orecchiette, e as praias de areia cristalinas para citar alguns exemplos,

Puglia é famosa por muitas coisas, mas nada é tão

Puglia-definido como os 50 a 60 milhões de oliveiras.

 

O tapete de olivas cobre a região, do norte ao sul.

O grande número de árvores é incrível, e ainda mais, são o seu tamanho e idade.

Chamado ulivi secolari (literalmente oliveiras centenárias),

você vai se deparar com um grande número de árvores antigas com nos, curvaturas,

que foram torcidas fortementes com a mistura de tempo, vento, sol e a mão do homem.

Puglia produz cerca de 40% do azeite da Itália,

 

Depois de mais de 2700 anos, a relação entre

os moradores e suas oliveiras é mais forte do que nunca.

Na verdade, Puglia, sem oliveiras é impensável:

Não só a culinária e economia da região que sofreriam terrivelmente, mas,

mais importante, a paisagem seria irreconhecível …

Tags:
,
%d bloggers like this: